Os elevadores são equipamentos que facilitam a vida daqueles que residem e trabalham em edifícios, mas devido a utilização diária, é natural que fiquem sujos e, assim como todas as áreas comuns de um empreendimento, os elevadores também necessitam de uma limpeza adequada para garantir o conforto e segurança dos usuários. Porém esse não é um dever somente da empresa responsável pela limpeza, mas sim de todos os condôminos e visitantes do empreendimento, uma vez que eles são os principais usuários do equipamento.
No entanto, é necessário estar atento a alguns cuidados no momento da realização da limpeza, pois os elevadores são equipamentos diferenciados, delicados, apesar de seu porte, e fundamentais na vida de todos os moradores e visitantes.
Mas quais cuidados devem ser tomados para a limpeza do elevador?
Destacamos abaixo algumas dicas que consideramos importantes, para manter o equipamento limpo e agradável a todos:
  1. Antes de mais nada é válido lembrar que o elevador é de uso comum e que, embora exista uma equipe de limpeza no empreendimento, é da responsabilidade de todos os usuários, evitar que qualquer tipo de lixo seja deixado na cabina, principalmente líquidos, que poderiam causar danos mais graves, se escorressem para o poço do elevador, danificando assim componentes elétricos e eletrônicos, comprometendo a integridade do equipamento e, principalmente a segurança dos passageiros;
  2. Cuide para que não caia lixo nas soleiras da cabina, pois eles podem prejudicar o fechamento das portas, ou causar a paralização do elevador. Para a limpeza da soleira, pode ser utilizado um aspirador de pó e um pincel macio e seco, para a remoção de poeira;
  3. Sempre que for efetuar uma limpeza em aço inoxidável, o recomendado é diluir sabão ou detergente neutro em água morna e, em seguida, secar a superfície com um pano macio, evitando assim o aparecimento de manchas;
  4. Produtos próprios para limpeza de aço inox também poderão ser utilizados, pois estes possuem uma película protetora que garantem o brilho por mais tempo;
  5. Os arranhões das portas também merecem atenção, já que o excesso de sujeira pode comprometer a circulação das portas e sensores de tempo e distância contidos nelas;
  6. O elevador nunca deverá ser lavado com água corrente, pois poderia acumular água no poço danificando os componentes contidos no equipamento;
  7. A utilização de produtos químicos agressivos como água sanitária, removedores de tinta, bem como buchas, lixas, esponjas ásperas, palha de aço também não deve ser efetuada;
  8. Os vidros e espelhos do equipamento podem ser limpos com qualquer produto do tipo ‘limpa vidros”, e para finalizar é recomendada a utilização de panos secos e macios;
  9. As tão temidas marcas de dedos também poderão ser removidas com um pano macio ou toalha de papel ligeiramente umedecidos com álcool isopropílico;
  10. Sempre seque as bordas do espelho, onde escorre mais o produto;
  11. Não faça aplicação de produto diretamente na superfície do espelho. Opte por depositá-lo em um pano e posteriormente limpá-lo;
  12. Os botões, as luminárias e os indicadores deverão ser limpos com um pano levemente umedecido em água com sabão neutro;
  13. Como existem diversos tipos de botões, o correto é procurar o responsável pela manutenção antes de iniciar a limpeza dos mesmos, a fim de verificar o procedimento adequado para isso;
  14. Uma dica muito válida é que a limpeza seja realizada em horário de menor fluxo de pessoas evitando assim reclamações dos passageiros;
  15. Para limpar o granito dos elevadores misture um pouco de detergente neutro com água morna e passe com uma esponja ou pano macio depois enxague e seque com um pano – Não deve ser utilizado nenhum tipo de produto oleoso, agua sanitária ou qualquer tipo de produto químico no granito;
  16. Procure não colocar o balde de solução dentro do elevador, pois este poderá cair prejudicando o funcionamento do mesmo;
  17. Ao final da limpeza, o equipamento deve passar por um teste, efetuado pelo síndico ou zelador, para comprovar que o processo de higienização não causou nenhum tipo de dano;
  18. Se for possível, invista na compra de tapetes para limpeza dos pés nas entradas dos elevadores, pois isso ajudará bastante na manutenção e conservação da limpeza, economizando assim no tempo dos funcionários;
  19. E para finalizar a limpeza, é interessante a utilização de um neutralizador de Odores e um aromatizador de ambientes. Esta pratica pode ser feita diariamente.

 

 
 

 

O QUE VOCÊ NÃO DEVE FAZER

  • Puxar a porta do pavimento sem a presença da cabine no andar;
  • Apressar o fechamento das portas;
  • Apertar várias vezes o botão de chamada;
  • Chamar vários elevadores ao mesmo tempo;
  • Fumar dentro do elevador;
  • Movimentos bruscos dentro do elevador;
  • Lotar o elevador com o peso acima do permitido;
  • Bloquear o fechamento das portas com objetos;
  • O excesso de lotação e de carga é perigoso e acarreta desgaste prematuro do equipamento.

 

CRIANÇAS

O elevador não é lugar de brincadeiras, portanto oriente as crianças para:

  • Não acionar os botões desnecessariamente;
  • Não dar pulos ou fazer movimentos bruscos dentro da cabine;
  • Nunca colocar as mãos na porta;
  • Não entrar primeiro no elevador, assim que a porta se abre.
  • Evite que elas usem o elevador sozinhas.

Exija da empresa de conservação que o acesso à porta do elevador seja bloqueado quando ele estiver em reparos ou revisão técnica.
 


SE O ELEVADOR PARAR ENTRE DOIS ANDARES

Os ocupantes devem:

  • Manter a calma, pois o perigo não é iminente;
  • Acionar o botão de alarme e/ou utilizar o interfone para pedir ajuda;
  • Solicitar que chamem o zelador e, se necessário, a empresa conservadora ou o Corpo de Bombeiros;
  • Aguardar com calma.
  • Importante: Não force as portas nem tente sair por conta própria!
  • Se o elevador parar entre andares e a porta abrir, não tente sair pela abertura. O elevador pode voltar a funcionar no momento em que você estiver  saindo. Aguarde a sua estabilização;
  • Nunca se afobe ao tomar o elevador;
  • Quando a porta do elevador abrir, preste atenção. Antes de entrar, verifique que a cabine do elevador está no andar. Falhas mecânicas permitem, às vezes, que a porta abra sem a presença do elevador, o que já provocou muitos acidentes fatais;
  • Entre no elevador e saia dele devagar, para evitar colisão com outros usuários. Não tente entrar no elevador enquanto os ocupantes estiverem saindo;
  • Ao entrar no elevador e ao sair dele, cuidado para não tropeçar nos degraus que se formam quando ele para desnivelado com o pavimento. 

 

INCÊNDIO

Em caso de incêndio, não utilize os elevadores.
O abandono do edifício deve ser feito pelas escadas, obedecendo ao plano de abandono.
Acidentes com elevadores são mais freqüentes do que se supõe. Os mais comuns são ocasionados pelo uso da chave de abertura emergencial de portas, por pessoas leigas, e posterior não travamento da porta, além do uso inadequado do equipamento, brincadeiras dentro da cabine e resgate inadequado de passageiros.
Todo prédio com elevador tem a obrigatoriedade de contratar uma empresa para fazer a manutenção.
 

 

O QUE EXIGIR DA EMPRESA DE MANUTENÇÃO

  • Ao contratar uma empresa de manutenção de elevadores, exigir o registro na Prefeitura e desconfiar de preços muito abaixo dos oferecidos no mercado.
  • Fazer constar do Contrato de Manutenção, revisão preventiva mensal dos elevadores, e uma vez por ano, uma vistoria completa.
  • Pedir, a cada inspeção, a ordem de serviço devidamente assinada.
  • Verifique se os engenheiros responsáveis possuem registro no CREA.
  • É obrigatório que a empresa tenha um engenheiro responsável.
  • A empresa também deve possuir registro no CREA
  • Os elevadores devem passar por manutenção mensalmente.
  • Quando o elevador estiver em manutenção, as chaves de energia elétrica devem ser desligadas e o local em manutenção deve ser sinalizado para informar moradores e funcionários.
  • Pesquisas mostram que é no dia da manutenção que ocorre a maior incidência de acidentes e todo o cuidado é pouco, principalmente com a troca de horário de funcionários, placas de sinalização devem ser colocadas na garagem e no térreo, avisos devem ser afixado nas portas dos elevadores.

 

OBSERVANDO O EQUIPAMENTO

Verifique sempre se as normas de segurança estão devidamente cumpridas:

  • O elevador não deve parar além de 5cm do nível do andar.
  • Parar entre os andares ou dar trancos.
  • Fio desencapado também é motivo de alerta.
  • Atenção em poças de óleo no chão ou infiltrações na casa das máquinas.  

Se o elevador do seu prédio apresenta desnível de cabine, está parando entre dois andares, andando com a porta aberta ou com a porta sem abrir, deve ser interditado e a empresa de manutenção imediatamente acionada, porque são estes os principais sintomas de que o equipamento está com problema sério. 
As brincadeiras dentro do elevador provocam 10% dos acidentes. Pular, balançar ou forçar a abertura da porta provoca parada da cabine desnivelada, ocasionando o acidente. 
Não permita o acesso de estranhos ou moradores na casa de máquinas ou poço de elevador; 
Não permita o uso da casa de máquinas como almoxarifado para guardar materiais do prédio, estranhos ao elevador;
Tenha a chave da casa de máquinas guardada em segurança e verifique periodicamente se a porta, que deve permanecer trancada, não foi forçada.